Fragmentação Identitária

A Angústia do ser preenchida pelo vázio do ter através da mídia e do consumo

Autores

  • luiz fernando sempionato vieira pinho unipaulistana

Palavras-chave:

Identidade. Fragmentado. Metamorfose. Emancipação

Resumo

Este artigo discuti a formação da identidade a partir da universalidade de valores da sociedade em detrimento ao particular que cada indivíduo tem.[AA1]  A mídia como instrumento de culturalização leva o sujeito à percepção de felicidade dando-lhe a falsa impressão de que o ter é mais importante do que o ser. Esse processo de instabilidade emocional leva o sujeito a repor com a concretude das coisas aquilo que falta de subjetivo nele, num ciclo vicioso de mesmice, impedindo a metamorfose emancipatória. Através desse processo a sua identidade torna-se fragmentada gerando consequências psicológicas pelas expectativas frustradas, seja pela impossibilidade de trabalhar esses conteúdos emocionais, ou então, pela inconsciência do que lhe está afetando. A mídia então se aproveita, propondo-lhe soluções para sua angústia por intermédio do consumo. É o “ter” em detrimento ao “ser.

 [AA1]Orienta-se fazer o resumo em um único parágrafo.

 

Downloads

Publicado

2021-02-19